Bombeiros e policiais poderão aderir a plano de saúde dos servidores do DF

PMs e Bombeiros poderão participar do Plano de Saúde do GDF lançado hoje. DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Para que integrantes das forças de segurança façam a adesão voluntária, corporações precisarão firmar convênio com o Inas

Integrantes das forças de segurança pública do Distrito Federal também terão direito a aderir ao plano de saúde exclusivo para os servidores do Distrito Federal. A corporação que tiver interesse deve fechar convênio com o Instituto de Assistência à Saúde do Servidor do Distrito Federal (Inas-DF), gestor do plano. Assim, quem desejar, poderá participar do benefício a partir do dia 4 de janeiro de 2021.

plano, anunciado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) nesta quarta-feira (28/10) (MDB), cobrirá despesas médicas de servidores ativos e inativos, bem como de pensionistas. O benefício, que poderá favorecer 500 mil pessoas, vai estar disponível para adesão da seguinte forma: a partir do dia 3 de novembro para servidores da saúde; 1º de dezembro para a Educação; e 4 de janeiro para as forças de segurança, demais órgãos e convênios.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), Alex Galvão, acompanhou a cerimônia de lançamento no Palácio do Buriti. Para ele, o GDF Saúde marca o início de um tratamento digno à saúde do policial civil.

“Desde fevereiro, quando o sindicato esteve com o governador Ibaneis, ele se comprometeu a incluir os policiais civis nesse plano, e hoje tivemos a confirmação. Agora, é importante que o convênio entre o Inas-DF e a PCDF seja assinado o mais rápido possível, para que a adesão se acelere”, frisou o presidente do Sinpol-DF.

Cobertura

O plano de saúde cobrará do servidor titular taxa mensal de 4% sobre a remuneração bruta e de 1% por dependente (filhos com até 21 anos).

Os valores mínimos de contribuição foram estipulados em R$ 400 para titular e R$ 200 por dependente no caso dos servidores ativos. Para servidores inativos, o valor por dependentes sobe para R$ 400.

Já os valores máximos de contribuição ficaram em R$ 1 mil para titular e R$ 300 por dependente, no caso dos servidores ativos. Para servidores inativos, o valor para os dependentes mantém-se em R$ 400.

Nos atendimentos ambulatoriais, por exemplo, o servidor vai contribuir com 30% do valor tabelado para os serviços. Para os procedimentos hospitalares, a contribuição será de 5%.

De acordo com o governador Ibaneis Rocha, o GDF Saúde resolve um pleito de todos os funcionários do GDF, aguardado há mais de 20 anos, quando da criação do Inas-DF. O governador ressaltou que, até aqui, apenas 30% dos servidores tinham condições de custear um plano de saúde do próprio bolso.

Metrópoles.com

EM TEMPO: (Nota do blog)

GDF SAÚDE (COPARTICIPAÇÃO)
Gestora: INAS – INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR- GDF

CARÊNCIAS

– Para urgência e emergência, 24 horas, após efetivação da adesão;
– Para consultas, 60 dias;
– Para exames complementares, 90 dias;
– Para parto a termo, 300 dias;
– Para os demais casos, 180 dias.

VALORES

Servidores titulares, a mensalidade vai variar entre R$ 400 e R$ 1 mil.
Dependentes pagarão de R$ 200 a R$ 300, no caso dos ativos; e R$ 400 para os inativos. É importante esclarecer que entram na lista de dependências: o cônjuge ou companheiro (a), reconhecidos na forma de Lei Civil; os filhos menores de 21 anos; os filhos inválidos; e os filhos estudantes universitários até 24 anos.

Percentuais de coparticipação

Assistência Médica: 30% para atendimento ambulatorial em geral; 5% para atendimento ambulatorial de quimioterapia, radioterapia e terapia renal substitutiva;
Assistência em psicologia: 50% para assistência em psicologia, fonoaudiologia e terapia ocupacional ambulatorial; 5% para assistência em Hospital-Dia (saúde mental);
Internação clínica e cirúrgica: 5%, limitada a R$5.000,00 por evento.

Para se ter uma ideia do custo, a visita ao médico para tratar uma doença vai custar ao beneficiário R$ 28,60 nas consultas agendadas e R$ 25,82 para as emergenciais, em pronto-socorro. A segurança financeira dos servidores também foi um cuidado tomado pelo governo. Por isto, está previsto no regulamento do plano o limite de R$ 5 mil, por evento, para descontos na coparticipação em caso de internação clínica e cirúrgica.

Cronograma para adesão no plano de saúde por meio do site do INAS:
www.inas.df.gov.br

Artigo anteriorServidor ganha plano de saúde de presente
Próximo artigoDistritais aprovam contratação de aposentados e militares inativos do DF